100 Degrees of Brazil

100 days project

DAY 29. Carlos Zardo

Carlos-Alberto-Zardo-Jr.

 

 

 

 

 

 

 

– english

About Carlos Zardo:

Carlos Alberto Zardo Jr. is Director at Mais Packing Design, a design oriented agency located in São Paulo, Brazil, developing innovation, strategic, packaging design and branding projects.

Entrepreneurship and design thinking teacher at several college institutes such as Centro Universitário Belas Artes de São Paulo, Fundação Getulio Vargas e Instituto Europeo di Design.

____________________________________________________________

What is your impression about a brand called Brazil?

As a Brazilian, when I think of the “Brand Brazil” I feel a strange mix in my chest. This mix is a reflection of everything that this country has, good and bad. Of all the potential this “country brand” has in its greatness.

Cultural diversity, creative boiling, mixing colors, adaptability, joy, spontaneity, sympathy, body sway (“ginga”), all are elements of Brazilian DNA, that materialize equities of “Brand Brazil”. These identity elements, resulting from this great mix, make people around the world so passionate about this brand and desiring to be closer to it.

However, this brand needs a lot of care, like any other. To succeed, the negative elements of its identity must be minimized to enhance the brand experience.

Violence, urban chaos, impunity, insecurity, corruption, the “Brazilian way”, all are bad points of contact with our brand, just to name a few. Brazilian products, Brazilian services, Brazilian professionals, that are increasingly valued beyond the borders of our country, they continue to be valued even if we have these problems and especially in spite of them.

This brings me a strong questioning wondering where we would be, how we would be if some basic items in really civilized cultures, that are so incipient in the materialization of the “Brazil Brand”, were resolved here. Perhaps our benchmark is wrong, if as a brand we’re just looking for upward or downward movements of the market and our participation in it, trying to “sell” our brand in the best way, without necessarily understanding what our consumers really expect from us, and with this work better these brand-specific elements that so negatively impact us.

However, as real Brazilian, passionate about everything that this country has and may still have, I support and believe in this brand. And above all I believe that this is a challenge that can be overcome.

 ____________________________________________________________

– português

Sobre Carlos Zardo:

Carlos Alberto Zardo Jr. é o Diretor da Mais Packing Design, uma agência de orientada para o design localizada em São Paulo, Brasil, desenvolvendo inovação, design, design de embalagem e projetos de branding.

Ele é professor de Empreendedorismo e de Design Thinking em várias instituições, como Centro Universitário Belas Artes de São Paulo, Fundação Getúlio Vargas e Instituto Europeo di design.

____________________________________________________________

Qual é a sua impressão de uma marca chamada Brasil?

Como brasileiro, quando penso na marca Brasil sinto uma mistura estranha no meu peito. Essa mistura é um reflexo de tudo que este país tem, de bom e de ruim. De todo potencial que esta marca-país tem em sua grandeza.

Pluralidade cultura, ebulição criativa, mistura de cores, capacidade de adaptação, alegria, espontaneidade, simpatia, ginga, todos são elementos no DNA brasileiro, que materializam equities da marca Brasil. São estes elementos de identidade resultantes desta grande mistura, que fazem com que as pessoas ao redor do mundo sejam tão apaixonadas por esta marca e tenham aspirações de aproximar-se dela.

Porém, esta marca precisa de muitos cuidados, como qualquer outra. Para ter sucesso, os elementos negativos de sua identidade precisam ser minimizados para potencializar a experiência com a marca.

Violência, caos urbano, impunidade, insegurança, corrupção, jeitinho brasileiro são péssimos pontos de contato com a nossa marca, apenas para citar alguns. Produtos brasileiros, serviços brasileiros, profissionais brasileiros, que cada vez mais são valorizados além das fronteiras de nosso país, o são mesmo que tenhamos estes problemas e principalmente apesar deles.

Isso me traz um forte questionamento imaginando onde estaríamos, como estaríamos, se alguns itens tão básicos em culturas realmente civilizadas que são tão incipientes na materialização da marca Brasil, fossem resolvidos por aqui. Talvez o nosso benchmark esteja errado, se como marca estivermos olhando apenas para os movimentos ascendentes ou descendentes do mercado e nossa participação nele, tentando “vender” nossa marca da melhor forma, sem necessariamente entender o que o nosso consumidor realmente espera de nós e com isso trabalhar melhor estes elementos específicos da marca que tão negativamente nos impactam.

Porém como bom brasileiro, apaixonado por tudo que este país tem e pode ainda vir a ter, torço e acredito nesta marca. E acima de tudo acredito que este é um desafio que pode ser vencido.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

Top 10

%d bloggers like this: